Desemprego na Zona do Euro, e os afetados seremos nós

Publicado por: Fábio Fernandes

Vi hoje a reportagem que aumentou 10,8% o nível de desemprego em fevereiro...

E adivinhem quem serão os prejudicados! Afinal lá existe mão de obra qualificada, e eles vão procurar novos mercados, como o Brasil atualmente não sofre muito desse mal, exitem grandes possibilidades de sermos um alvo.
Então aproveitem as oportunidades, pois existe muita concorrência.

Reportagem completa abaixo
Na Europa, o mal é o desemprego. A taxa atingiu níveis históricos nos 17 países que adotaram o euro como moeda única.
O número de desempregados na Zona do Euro subiu para 10,8%, em fevereiro. São mais de 17 milhões de pessoas sem trabalho.
A situação mais grave é na Espanha, onde o desemprego aumentou pelo oitavo mês seguido. Chegou a quase 24%, o maior do bloco. Entre os jovens, com menos de 25 anos, pela primeira vez, passou de 50%.
A Itália também é um dos países mais atingidos. Entre os jovens, o índice chega a quase 32%.
O país com a menor taxa de desemprego do bloco é a Áustria, com 4,2%.
Fonte da reportagem G1